Destaques Direção Grêmio

Presidente do Grêmio vai pedir para CBF liberar áudios entre árbitros do VAR

Romildo Bolzan Jr. encaminhará pedido em nome do Grêmio e demais clubes brasileiros
Compartilhe
  • 13
    Shares

O presidente gremista, Romildo Bolzan Jr., vai solicitar à CBF acesso para os clubes aos áudios entre árbitro de campo e de vídeo, caso o VAR seja aprovado no Brasileirão 2019 (clubes decidirão na sexta-feira, 22/02).

Continuo a favor do VAR, mas tem que ser auditado. Tem que ser disponibilizado áudio e vídeo de todos os lances avaliados. Se olhamos o tempo todo o que o árbitro de campo faz, por que não podemos saber com o de vídeo? – (Romildo Bolzan Jr.)

Bolzan pretende fazer o pedido na próxima sexta-feira, mas provavelmente a briga será dura: CBF deve alegar que, segundo protocolo da FIFA, é impossível que o áudio destas conversas seja liberado. Sérgio Corrêa, responsável pelo VAR na comissão de arbitragem da CBF, explicou que “o protocolo não prevê esta possibilidade, exceto em casos em que possa haver dúvidas protocolares“.

O que diz o protocolo:

Pela integridade e transparência, e para fornecer um recurso de formação e desenvolvimento, a VOR [sala onde ficam os responsáveis pelo VAR] e o processo de consulta serão filmados (com som). Estas imagens não serão disponibilizadas salvo para a formação de árbitros/VARs ou se houver uma questão sobre a transparência/integridade de uma partida/consulta/revisão em particular – (protocolo FIFA).

Ou seja, só seriam liberados áudios ou imagens em caso de suspeita de fraudes ou outros tipos de descumprimentos de protocolo. O Palmeiras pediu a conversa da Final do Paulistão 2018 e não conseguiu. O próprio Grêmio se incomodou muito com decisões que, segundo o clube, o prejudicaram na Semifinal da Libertadores 2018, mas também não obteve maiores detalhes do ocorrido nas cabines.

Para Bolzan, “temos que ter transparência no que é decidido na cabine“.

tirolivre.net

flickr/Grêmio FBPA

Compartilhe
  • 13
    Shares

Você vai gostar disso