Entrevistas Grêmio

ENTREVISTA COM O GOLEIRO BRENNO

Jovem atleta é uma das promessas da base tricolor
Compartilhe

A equipe da Soccer News Grêmio fez uma entrevista exclusiva com o jovem goleiro do Grêmio, Breno, confira a seguir :

1- Qual a sensação de estrear no time profissional do Grêmio em um clássico com a Arena lotada?

– A sensação de estrear no time profissional, em um Gre-Nal ainda com a Arena cheia pra mim foi um sentimento inexplicável, eu sempre tive o sonho de estrear no profissional do Grêmio, de jogar no profissional do Grêmio, mas nunca imaginava que seria em um Gre-Nal com Arena cheia e o estádio pulsando e vibrando e a gente sabe o quanto é importante para o torcedor uma partida como essa, mas eu estou muito feliz, feliz por ter estreado, feliz por ter feito uma boa partida e muito mais feliz porque saímos com a vitória

2- Você tem alguma inspiração no futebol? Se sim, quem?

– Eu sempre procuro me inspirar nos melhores, hoje eu gosto muito do Ter Stegen, goleiro do Barcelona, me espelho nele assim um pouco

3- Qual foi a sensação ao chegar em casa e perceber que um sonho virou realidade?

– No primeiro momento não caiu a ficha que meu sonho tinha virado realidade, depois que eu fui ver vídeo, fui ver as entrevistas e tudo, eu falei “caramba olha só, eu estreei na Arena em um Gre-Nal, todo mundo vendo o jogo no Brasil inteiro e ganhamos ainda”, acho que não tinha como ser uma estréia melhor, enfim estou muito feliz, não podia ser melhor essa estréia

4- Como é sua relação com o Rogério, preparador de goleiros? Qual a importância dele nesse seu início de carreira?

– Minha relação com o professor Rogério é muito boa e sem dúvida nenhuma ele é importantíssimo pra mim, é um cara que é uma referência na função no Brasil e sem dúvidas está entre os melhores do Brasil,  é um cara que sempre trabalha forte, um cara que sempre está querendo ajudar os goleiros, sempre diz que confia muito nos goleiros que ele tem e isso passa muita segurança, muita confiança pra gente entrar dentro de campo e fazer o que a gente faz no dia a dia com ele e com o professor Ênio junto também, mas ele é um cara referência e que é importantíssimo nesse trabalho junto com os goleiros

5- Como você vê o fato de terem poucos goleiros jovens em atuação no futebol brasileiro? E pra você, a que se deve essa preferência por goleiros mais experientes?

– Acho que goleiro é uma profissão que exige um pouco mais de rodagem, de experiência e querendo ou não, a idade da isso, um pouco mais de malandragem as vezes, goleiro as vezes por ser muito novo peca um pouco na falta de experiência, mas eu acho que é isso, por isso que tem a preferência pelos goleiros mais experientes, talvez pela malandragem, talvez pela maior rodagem, saber lidar melhor com as situações do jogo, mas a gente tem que tá sempre preparado né pra tudo que pode acontecer no jogo, estar sempre concentrado e ligado

6- Você recebeu o apoio da torcida do Grêmio e acredito que também dos demais jogadores do grupo, como é pra você iniciar a carreira recebendo todo esse apoio?

– Esse apoio pra mim é incrível, receber o apoio de uma torcida gigante igual essa e tá reconhecendo o meu trabalho, pra mim é muito gratificante, os meus companheiros também, vinheram me dar parabéns depois do jogo, até o próprio Marcelo Grohe me mandou mensagem depois do jogo também me parabenizando, eu estou muito feliz, muito grato a Deus e agora e dar continuidade no trabalho

7- Você se vê capacitado em brigar por títularidade e se tornar nos próximos anos um “Novo Grohe” no Grêmio?

– A gente sempre trabalha para jogar, ali a gente tem uma disputa muito sadia, entre o Paulo, o Júlio, o Phelipe e eu, então a gente é parceiro, a gente se ajuda, nos treinos a gente está sempre puxando um e outro pra cima igual o professor Rogério fala  e respeitando o espaço de cada um, a gente trabalha forte, tenta evoluir, tenta ajudar o companheiro também, porque o companheiro estando bem, a gente está bem também, é um grupo, eu que espero me capacitar, treinar bastante para conseguir atingir grandes objetivos no futuro

8- Acredito que você deve ter conversado com o técnico Renato antes do clássico Gre-Nal, como foi essa conversa? O que ele falou pra você?

– O professor Renato sempre passa muita tranquilidade, muita confiança pra gente, ele fala que todo mundo com ele vai jogar e que pra ele não tem idade, não tem salário, então isso da confiança pra gente , da segurança, mas ele me passou sim muita tranquilidade, falou que era pra mim fazer o que eu sempre fazia nos treinos e entrar tranquilo , entrar concentrado, que não tinha nada de diferente daquilo que eu vinha acostumado nos jogos da base e isso fez com que eu entrasse com a cabeça boa, focado no jogo e concentrado durante os 90 minutos

9- O que você tem a dizer sobre os goleiros Paulo Victor e Júlio César, que hoje estão a sua frente no time, por serem goleiros experientes? Eles tem ajudado você?

– O Paulo e o Júlio além de grandes goleiros, eles são grandes amigos pra mim, são caras que sempre estão conversando comigo, me dando conselhos, me dando toques, eles me ajudam de mais mesmo e não só eles, como o Marcelo também me ajudou muito, o Bruno Grassi também me ajudou muito, mas especialmente falando deles, são caras que sempre estão conversando comigo, sempre estão dando uns toquezinhos em o que preciso melhorar enfim, ali é um ambiente muito bom, não só nossos goleiros como também o grupo é muito bom, então cria um ambiente bem legal pra trabalhar

10- O que a torcida gremista pode esperar do goleiro Brenno?

– Pode esperar um cara um cara muito empenhado, um cara muito dedicado, que vai dar o máximo em todas as partidas com a camisa do Grêmio e um cara que vai dar o melhor dele para sair vitorioso em todos os jogos que disputar com a camisa do Grêmio e jogando ou não, eu sempre vou tentar estar colaborando, seja dando força, seja jogando, praticando defesa, mas o importante é sempre estar ajudando a equipe e consequentemente o Grêmio

(por Anthony Tezza)

Compartilhe

Você vai gostar disso